COMO SE PREPARAR PARA A CONSULTA COM SEU ALERGISTA
E GARANTIR O MELHOR TRATAMENTO DE ALERGIA NA PELE

duration time 2 minuto(s) de leitura

Para aproveitar ao máximo a consulta com o seu alergista para aliviar de forma significativa a alergia na sua pele, siga esses três passos simples.


1. Reúna informações relevantes sobre a sua alergia:

• Faça um diário de sintomas duas semanas antes da consulta
• Apresente um histórico médico atualizado
• Descubra se há um histórico de alergias na sua família

2. Chegue para a consulta com suas perguntas elaboradas. Por exemplo:

• Eu sou alérgica a quê?
• Quão forte é a minha alergia?
• Eu preciso carregar um EpiPen comigo?

3. No dia da consulta, use roupas folgadas que sejam fáceis de tirar e vestir. No dia do exame, lembre-se de não tomar medicamentos de controle de sintomas, como anti-histamínicos.

PARA O MÉDICO TRATAR VOCÊ,
REÚNA TODAS AS INFORMAÇÕES RELEVANTES SOBRE A SUA ALERGIA NA PELE ANTES DA CONSULTA

Faça um diário sobre os sintomas da alergia

Os médicos costumam dizer que, mesmo quando comparados com exames laboratoriais avançados, o histórico do paciente é fundamental para a maioria dos diagnósticos. E ter o diagnóstico correto é imprescindível para curar as irritações cutâneas que tanto te perturbam.  Assim, saber exatamente quais são os seus sintomas e histórico de saúde certamente ajudará o alergista a ajudar você. É uma boa ideia manter um “diário de sintomas” que registre toda e qualquer irritação na pele ou outras reações alérgicas; faça esse diário por pelo menos duas semanas antes da consulta.

 

Apresente um histórico médico atualizado

Peça para o seu clínico geral uma lista atualizada de todas as condições pré-existentes que você tem, bem como sua medicação atual: certos medicamentos, como o ibuprofeno, a aspirina e alguns medicamentos para pressão podem ser fatores cruciais. Todas essas informações relevantes vão ajudar o médico a encontrar soluções personalizadas para você, para aliviar a sua alergia na pele.

 

Conheça seu histórico familiar para alergias

É provável que o alergista pergunte se há na sua família casos de alergias e condições relacionadas, como febre, asma e dermatite atópica. Ele também vai querer saber se algum familiar já teve reações graves, como anafilaxia. Consulte pelo menos seus irmãos e pais sobre tudo isso. Lembre-se: dar um panorama completo ao médico sobre a sua saúde vai ajudá-lo a recomendar o melhor tratamento de alergia na pele para você.

PARA DESCOBRIR COMO TRATAR SUA ALERGIA NA PELE,
PREPARE UMA LISTA DE PERGUNTAS COM ANTECEDÊNCIA

Elabore uma lista das principais perguntas que você quer fazer ao final da consulta, para garantir um tratamento completo para a sua alergia dermatológica. Sugestões de perguntas úteis:

  • O que o resultado dos meus exames quer dizer?
  • Eu sou alérgica a quê?
  • Quão forte é a minha alergia?
  • Como posso evitar ter reações?
  • Eu preciso carregar um EpiPen comigo?
  • Sou candidata a terapias de dessensibilização?
  • Existem produtos de cuidados pessoais com alérgenos ocultos que devo evitar?
  • Como posso minimizar minhas reações alérgicas na pele?
  • Qual frequência de acompanhamento preciso ter com você (o alergista)?

PARA DEIXAR O MÉDICO FAZER SEU TRABALHO
E CUIDAR DA SUA ALERGIA NA PELE,
ESTEJA PREPARADA PARA FAZER EXAMES

Lembre-se de usar roupas folgadas que sejam fáceis de tirar e vestir, já que o médico talvez queira fazer testes de contato nas suas costas e testes por picada no seu braço. Talvez você também tenha que fazer um exame de sangue. Por fim, não tome medicamentos de controle de sintomas antes da consulta, como anti-histamínicos, pois eles podem interferir nos resultados do exame… E não esqueça de levar o seu diário de sintomas! 

VERDADEIRO
OU FALSO

NÃO TOMAR BANHO É A MELHOR
OPÇÃO PARA PELES ALÉRGICAS.

FALSO verdadeiro ou falso

Se você não tomar banho no fim do dia, estará deixando os alérgenos e irritantes, como pólen e poluição, em contato com sua pele durante toda a noite. Eles podem prejudicar a barreira de proteção da pele e causar irritações.

O ÁLCOOL PODE
PIORAR SUAS ALERGIAS.

VERDADEIRO verdadeiro ou falso

O álcool é uma causa em potencial de alergia na pele. Na verdade, os cientistas comprovaram que o álcool pode piorar qualquer reação alérgica, seja ela a asma, rinite alérgica ou outros tipos de irritação na pele. Isso se deve parcialmente às moléculas de sulfito e histamina contidas nas bebidas alcoólicas.

RECEITAS DE COSMÉTICOS CASEIROS SÃO
PROIBIDAS PARA PELES SENSÍVEIS.

VERDADEIRO verdadeiro ou falso

Por mais divertido que seja, explorar os armários da sua cozinha e inventar seus próprios tratamentos de pele é uma receita perfeita para desenvolver reações se você tem pele do tipo alérgica. Na verdade, muitos ingredientes naturais podem ser altamente irritantes.

SEU PINCEL DE MAQUIAGEM
PODE SER O CAUSADOR DE SUAS ALERGIAS.

VERDADEIRO verdadeiro ou falso

Os aplicadores e pincéis de maquiagem podem ser verdadeiros coletores de poeira e alergias, por isso precisam ser lavados regularmente. Limpe seus pincéis com sabonete hipoalergênico ou produtos específicos para a limpeza de pincéis para manter sua saúde boa.

NOSSOS COMPROMISSOS
COM A SEGURANÇA

Padrões de segurança além dos regulamentos internacionais de cosméticos.

simple page

TODOS OS PRODUTOS
TESTADOS PARA ALERGIA

Ver mais
Um pré-requisito = Nenhuma reação alérgica
Se percebemos um único caso, voltamos para o laboratório e refazemos a fórmula
simple-page

APENAS O ESSENCIAL,
NA DOSE ATIVA CERTA

Ver mais
Desenvolvidos em colaboração com dermatologistas e toxicologistas, nossos produtos contêm apenas os ingredientes necessários, na dose ativa certa.
safety

TESTADO
EM PELES
 MUITO SENSÍVEIS

Ver mais
A tolerância de nossos produtos é testada nas peles mais sensíveis: reativa, alérgica, com tendência à acne, atópica, com danos ou enfraquecida por tratamentos contra o câncer.
Simple-page

PROTEÇÃO DA FÓRMULA
AO LONGO DO TEMPO

Ver mais
Nós selecionamos as embalagens que mais protegem apenas com os conservantes necessários para garantir uma tolerância e eficácia perfeitas ao longo do tempo.